Chicago sempre esteve na minha lista de lugares a serem visitados nos Estados Unidos, por todas as coisas positivas que sempre ouvia falar. Pois chegou o momento de arrumar as malas e conhecer essa simpática cidade. Vou contar o nosso roteiro em Chicago nesse post.

Roteiro em Chicago
Vista incrível do Observatório. Foto: Sandra Scigliano

Se fosse definir em poucas palavras poderia dizer que Chicago é uma “mini Nova York”. O que pra mim significa um lugar com menos barulho (leia-se sirenes!), menos gente nas ruas e com o mesmo (ou maior) charme. Ou seja, é encantadora.

Nossas 30 horas por lá foram super bem exploradas, conhecemos cada canto da região central, onde estão as principais atrações turísticas. Uma pena não termos ido para os extremos da cidade; tenho certeza que iria descobrir outros lugares bacanas.

Veja o roteiro em Chicago para esses 2 dias e as minhas dicas do que fazer por lá.

As primeiras 24h – Roteiro em Chicago

John Hancock Center

Nosso dia começou vendo a cidade de cima, no “John Hancock Center”, que é conhecido também pelos turistas como 360 – o que já diz tudo sobre o local, pois é possível ter uma visão dos quatro cantos da cidade no alto dos seus 94 andares e 314 metros.

Roteiro em Chicago
Esse é o Tilt. Quem tem coragem? Foto: Sandra Scigliano

O dia estava limpo e a vista do Lake Michigan (que de tão grande faz divisa com outros três estados), deixou o visual ainda mais bonito. O observatório conta com uma atração, o Tilt, que é um tipo de plataforma de vidro que avança além do prédio, oferecendo a sensação de queda já que todo o corpo fica em um ângulo de mais ou menos 45 graus em direção ao chão. Sem dúvidas, emocionante! Os ingressos para o observatório, não incluindo o Tilt, custam US$20.50 adultos e US$ 13.50 crianças de 3 a 11 anos.

Chicago conta com outro observatório, o Skydeck Willis Tower (antiga Sears Tower), que fica no 103° andar e também tem uma vista panorâmica da cidade. Ficamos na dúvida qual dos prédios visitar e depois de pesquisar bastante optamos pelo John Hancock por ser mais perto do nosso hotel e por estar mais próximo do lago – o que poderia significar uma vista mais bonita. Li muitas opiniões e todas elogiavam os dois lugares, então não tínhamos nenhuma preferência.

Magnificent Mile

Saindo de lá andamos pela Magnificent Mile, a Mag Mile, rua famosa pelas lojas e restaurantes, o verdadeiro coração da cidade. A rua se chama na verdade Michigan Avenue e lá é uma das regiões mais movimentadas e onde conseguimos ver boa parte dos arranha-céus de Chicago. Foi aqui que encontramos o Purple Pig, um bar de petiscos muito gostoso e agradável, com gente jovem e bonita. Andar pela Mag Mile significa também apreciar os canais do Chicago River, com mais prédios gigantescos e de arquitetura ímpar – falarei sobre isso mais pra frente.

Roteiro em Chicago
Chicago River. Foto: Sandra Scigliano

Millenium Park

Após uma caminhada curta chegamos ao Millenium Park, onde está a famosa escultura Cloud Gate. Com o formato de um feijão e reluzente como um espelho, a obra é o cartão postal de Chicago e uma atração bastante divertida pela suas formas e reflexos. Bem próximo dali está a Crown Fountain, uma fonte com dois painéis de LED, que mostram o rosto de pessoas fazendo caretas e até “cuspindo” água. É bem divertida.

Roteiro em Chicago
A icônica Cloud Gate. Foto: Sandra Scigliano

Saindo de lá andamos por todo o Millenium Park, que é bem grande, passando por parquinhos, parede de escalada, um gramado enorme que abriga shows e festivais até chegar ao Grant Park e a Buckingham Fountain, uma fonte exuberante construída em 1927 e que oferece shows de música e luzes, que infelizmente não conseguimos assistir.

Roteiro em Chicago
Buckingham Fountain

Uma hora de caminhada depois em direção ao sul da cidade, chegamos próximo do Adler Planetarium para apreciar o skyline da cidade. A vista é realmente um show e o local deve ser visitado. Depois de descansarmos e apreciarmos a paisagem pegamos um ônibus para chegar ao London House Chicago e poder curtir o visual iluminado da cidade. O bar fica na cobertura do hotel de mesmo nome, de frente para o Chicago River, e de onde é possível sentir o clima noturno da cidade.

Roteiro em Chicago
Lindo Skyline de Chicago. Foto: Sandra Scigliano

Reserve seu Hotel em Chicago pelo Booking.com


Últimos momentos

Chicago River

O dia seguinte foi curto, mas não menos intenso. Começamos nosso roteiro em Chicago, com um passeio de barco pelo Chicago River. A empresa escolhida foi a Shoreline Sightseeing. Queríamos saber mais sobre a famosa arquitetura local. Após um grande incêndio que destruiu a cidade em 1871, diversos arquitetos e engenheiros do mundo todo foram a Chicago ajudar a reconstruí-la. Isso fez com que a cidade tivesse uma característica única, além de ter influenciado a arquitetura de todo o país.

Realmente o tempo não ajudou. Mas valeu mesmo assim!! Foto: Sandra Scigliano

Foi uma pena que estava garoando, mas mesmo assim conhecemos um pouco da história local em um passeio que valeu muito a pena. Os tours saem do Navy Pier e têm a duração de 45 minutos. Os preços variam de US$ 33 a 41 para adultos e de US$ 17 a 22 para crianças de 3 a 12 anos.

Roteiro em Chicago
Esse é o Navy Pier visto lá de cima do Observatório. Foto: Sandra Scigliano

E por falar em Navy Pier foi lá a nossa última parada. Como os tradicionais piers que encontramos em várias praias dos Estados Unidos, o local é similar, porém maior, já que conta com cinema, teatro, o Chicago Children’s Museum, roda gigante e uma grande variedade de restaurantes. Boa parte dele é fechado, provavelmente porque a cidade é bem fria na maioria do ano. Quando estiver com a sua viagem marcada, entre no site do pier para verificar as atrações que estarão acontecendo no momento.

Passeios que ficaram para a próxima

Queria muito ter feito um passeio de bicicleta pela ciclovia que margeia o Lake Michigan e poder passar pela North Avenue Beach. No verão, os moradores frequentam essa praia (de rio), com areia e tudo, para lazer e esportes. Não conseguimos fazer o passeio por causa da chuva, mas ele já está anotado para a próxima visita.

Roteiro em Chicago
Quem diria que não é uma praia!? Foto: Sandra Scigliano

Como já comentei aqui, nós não tivemos muito tempo para explorar toda Chicago. Daí a opção (ou a falta dela!) de não entrar em nenhum museu ou atração cultural que demandasse mais tempo em um só lugar.

Mas gostaria de deixar registrado que Chicago oferece uma boa variedade de museus (Chicago Cultural Center, Fine Arts of Chicago e o The Field Museum, entre muitos outros). A cidade ainda conta com diversos teatros em uma região bem parecida com a Broadway e com diversas boas pecas em cartaz. Programação noturna é o que não falta.

Roteiro em Chicago
Uma vista da cidade à noite! Foto: Sandra Scigliano

Ah, e também uma variedade de atividades para as crianças. Sim, Chicago é um bom programa para os pequenos. Apesar de não estarmos com as nossas filhas vi que existem opções, como os já citados Children’s Museum e Adler Planetarium e também o Shedd Aquarium e o Link Park Zoo. Chicago, portanto, é o passeio perfeito para toda a família.

Leia aqui também mais dicas da Sandra, que mora na Califórnia, e já escreveu outras matérias sobre os Estados Unidos aqui pelo Blog:

Gosta de nossas dicas??

Aproveite para reservar sua viagem com os nossos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a continuar mantendo o Blog.

RESERVE SEU HOTEL NO BOOKING.COM

COMPRE SEU CHIP E FIQUE CONECTADO EM SUA VIAGEM

ALUGUEL DE CARRO EM 12X SEM JUROS!

VIAJE TRANQUILO! CONTRATE SEU SEGURO VIAGEM!

COMPRE AQUI SEUS INGRESSOS, EVITE FILAS

VIAJE DE TREM PELA EUROPA, COMPRE AQUI

HOTEIS COM AS MELHORES OFERTAS PARA SUA HOSPEDAGEM

12 COMENTÁRIOS

  1. Uauuu!! Não fazia ideia de que Chicago era uma cidade tão linda. Com certeza valeu a pena esse passeio por lá né?! Amei saber de tudo 😍😍essa visão 360 foi minha preferida! Fantástico!

  2. Quando fui a Chicago dei uma azar danado.. Era dezembro, peguei tempestade de neve e entendi porque a cidade tem o apelido de Windy City. Tinha hora que não dava pra andar na rua de tanto vento/frio! Pra piorar, o famoso “feijão” estava fechado para reforma. O que lembro muito bem foi que comi uma das melhores pizzas da vida, aquela que tem as bordas altinhas e vem suuuuper recheada! Vocês provaram??

  3. Uau… As 30 horas mais bem aproveitadas que já vi kkkkk. Tirei meu visto já tem uns três anos mas ainda não visitei nenhuma cidade dos EUA, quando eu for, Chicago está sim nos planos. Valeu por compartilhar suas dicas e percepções sobre a cidade. abraço

  4. Ainda não conheço Chicago, mas tenho muita vontade de conhecer o o Tilt… já tinha visto em fotos, mas não sabia o nome. Sempre ouvi falar que Chicago é uma cidade muito cultural, e lendo o post, confirmei isso mesmo. Ideal para fugir dos roteiros mais tradicionais e ainda assim ter uma legítima experiência “American way of life”.

  5. Nunca considerei muito Chicago como uma das prioridades nos EUA , mas agora que uma das minhas melhores amigas está morando por lá, subiu repentinamente na minha lista! Ela é só elogios a cidade! Dicas anotadas para quando eu for, quem sabe ano que vem?

  6. Que post 10 Sandra! Amei conhecer a “mini Nova York”. O lago Michigan é lindo hein! Queria fazer esse passeio. Fui muito com a vibe da cidade. Senti falta de ver vc nas fotos, pra saber como estava o tempo e o tipo de roupas levar!

  7. Chicago também ta no top das minhas cidades a conhecer nos Estados Unidos. Mas não sei se teria sua disposição… Quanta coisa em 30 horas!! Tenho muita vontade de ir no John Hancock Center, que sorte que pegou um dia bom: com 30 horas era fazer ou fazer! E deu certo. Muito bom… Só aumentou a minha vontade de conhecer a cidade

  8. Adorei sua síntese de Chicaco: uma NYC menor e com o mesmo charme. Apenas isso já é mais do que suficiente para fazer com que essa cidade entre em minha lista de desejos. E deu para fazer muito em 30 horas, heim?

  9. Nunca fui a Chicago e pelas fotos e suas dicas fiquei com muita vontade de conhecer. Cidade tão alto astral e linda! Adorei a Navy píer e a proposta é bem parecida do c V&A Waterfront de Cape Town que alias adorei!

  10. Essa Cloud Gate é muito massa, né? Sempre que me vem à cabeça Chicago eu penso nela. Cartão postal mesmo, hein?

    Mas o que me deixou com vontade meeeeesmo foi essa Tilt. Ficaria com uma agonia cabulosa, mas faria haha! 😂

Deixe uma resposta

Deixe sue comentário
Preencha seu nome