No último final de semana, estive explorando Florianópolis com a Expedição Fotográfica do Zé Paiva. Essa Expedição ocorre diversas vezes ao ano com o objetivo de unir dicas de fotografia, trilhas por paisagens lindíssimas e claro uma convivência única com o grupo durante esses 4 dias.

Já estive muitas vezes em Floripa, mas essa foi completamente diferente e inusitada. Conheci lugares maravilhosos e explorei muitas trilhas e paisagens escondidas, lugares que eu nem sabia que existiam. Vou contar mais sobre a minha experiência pra vocês.

Primeiro Dia 

Cheguei cedo na terra da magia. A primeira atividade era encontrar o Zé Paiva para uma roda de conversa. Foi muito importante para integração do grupo, Zé fez uma dinâmica onde cada um contou um pouco de sua história, principalmente relacionada com a fotografia. Até lembrei que eu trabalhei na Kodak em algum momento da minha antiga vida corporativa…hehe. Naquela época eu trabalhava no Trade Marketing para filmes fotográficos. Tudo mudou tão rápido, parece que foi ontem, mas já faz 18 anos. (não façam contas…comecei cedo).

Ele também nos contou sua trajetória, nos mostrou seu maravilhoso livro com fotos do Tocantins, apresentou uma introdução sobre técnicas fotográficas e nos explicou o roteiro para os próximos dias que passaríamos explorando Florianópolis.

Depois de um delicioso coffe break oferecido pelo Hotel Hola, partimos para a margem da Lagoa da Conceição. Lá tínhamos também à disposição SUP e caiaque da Sup na Lagoa, ótimo passeio para o final de tarde.

explorando Florianópolis
Testando imagens da luz do sol entre as nuvens. Foto: Viagem em Detalhes

A ideia era fotografar o pôr do sol, mas o dia estava meio nublado. O que no final acabou sendo ótimo para exercitarmos a criatividade e explorarmos a luz do sol entre as nuvens, reflexos na lagoa e outros detalhes. Foi surpreendente! Como Zé Paiva diz, “Um dia nublado pode render fotos maravilhosas”. Depende do nosso olhar, isso é o que me encanta na fotografia!

Explorando Florianópolis
Lagoa da Conceição. Foto: Viagem em Detalhes

Nesse dia fomos jantar num lugar que me apaixonei logo de cara!! Espaço Batú no Campeche. Vou contar mais no post que estou preparando, mas adianto que foi um dos melhores hambúrgueres que já comi!

De lá voltamos para descansar na Vila Tamarindo, charmosa pousada que nos recebeu tão bem durante nossos dias explorando Florianópolis.

Segundo dia

O plano era acordar as 5 horas da manhã para ver o sol nascer, mas São Pedro não estava dos mais colaborativos, então mudamos os planos para um pouco mais tarde. O ponto de encontro era a Praia Mole. Uma praia de quase 1km de extensão, queridinha dos surfistas. Localizada ao leste da ilha, fica na parte da ilha aberta ao oceano, por isso suas águas são geladas, venta bastante e o mar é bem agitado. Linda, mas não recomendada para crianças.

Explorando Florianópolis
Praia Mole, linda demais até com tempo nublado. Foto: Viagem em Detalhes

De lá partimos para nossa trilha, passando pela praia da Galheta. Que é famosa pela prática do naturismo, mas não é obrigatório. Essa praia não tem acesso de carro, somente pela Praia Mole.

Explorando Florianópolis
Turma de blogueiros em ação com Zé Paiva. Foto: Viagem em Detalhes

Continuamos explorando Florianópolis, rumo a trilha, fazendo algumas paradas para fotografar no caminho. Eu confesso que já estava tão morta que tenho poucas fotos da trilha. Mas valeu muito a pena, o visual lá de cima do morro é linda. Proporciona uma vista de quase 360 graus da ilha. De um lado as praias Mole e Galheta, do outro a Lagoa da Conceição.

Explorando Florianópolis
Essa é pra provar que cheguei lá em cima!! Foto da Alessandra Fratus do Blog To Pensando em Viajar

O percurso é de aproximadamente 2km, e leva por volta de 2 horas. Recomendo levar bastante água e algo pra comer, pois a trilha é cansativa. Vá cedo para não pegar o sol muito forte.

Explorando Florianópolis
Vista lá do alto do Mirante. Fotos: Viagem em Detalhes

A descida vai em direção a Barra da Lagoa. O Zé falou que o restaurante Rancho da Canoa tem um dos melhores peixes da ilha. É uma graça de lugar bem a margem do canal.

Como tínhamos um almoço já agendado, de lá fomos para o centrinho da Lagoa. Rumo ao Café Cultura, uma delícia, muitas opções de pratos e cervejas artesanais, amo. Lá também tem Menu Kids, coisa que sempre estou atenta pois facilita demais a vida de quem tem criança. Depois do almoço, tivemos uma aula sobre cafés, na cafeteria deles, do outro lado da rua.

Esse dia foi intenso, após o almoço fomos para as dunas da Lagoa para fotografar o pôr do sol. E fizemos um exercício muito legal de Light Painting. Uma forma de fotografar no escuro em que o obturador fica mais tempo aberto, ao menos 30 segundos e com uma lanterna é possível iluminar as pessoas, fazer desenhos, escrever com a luz. O resultado é bem interessante. Foi divertido demais! Se quiser saber mais sobre essa técnica leia o post da Alessandra do Blog Tô pensando em viajar, ela que fez a foto abaixo.

Explorando Florianópolis
Técnica de Light Painting. Foto: Tô pensando em viajar

O jantar foi na parte de Floripa que fica fora da ilha…mais um aprendizado. Floripa não é só a ilha, tem uma parte no continente! Faltei nessa aula de geografia…hehe. Mas sempre em tempo de aprender, né?!

Terceiro Dia

Hoje foi dia de trilha na Costa da Lagoa. Continuamos explorando Florianópolis, mais um lugar que eu não conhecia na ilha. Começamos pegando um barco no centrinho da Lagoa, ao lado da ponte que dá acesso a Avenida das Rendeiras. O preço para turistas é de R$20 ida e volta e só é aceito dinheiro.

O passeio de barco é bem gostoso, oportunidade para admirar a natureza local e já tirar algumas fotos pelo caminho. Algumas casas maravilhosas na encosta!

Descemos na parada número 8, essa área só é acessada pela água e o barco é o meio de transporte do pessoal local. Do ponto 8 andamos até o Engenho de farinha, que mantém todos os aspectos originais de sua construção do início do século XIX. Até pouco tempo ele ainda funcionava e uma vez por ano era feita uma festa pra a moagem da farinha, agora ele está em manutenção para voltar a funcionar em breve.

Explorando Florianópolis
Essa é a roda de moer a farinha, lugar lindo! Foto: Viagem em Detalhes

De lá pegamos a trilha de aproximadamente 3km até uma colônia de pescadores. Essa trilha foi bem mais tranquila pois não tinha tantas subidas, até para uma sedentária como eu não foi tão pesado. Para fechar com chave de ouro nosso almoço foi no restaurante Sabor da Costa, do simpático chef Jajá. Pra quem quiser ir de barco direto ao restaurante e não fazer a trilha também e possível.

Explorando Florianópolis
Parte da trilha, muita vegetação, e a maior parte com sombra o que acaba tornando mais fácil. Foto: Viagem em Detalhes

O Jajá nos preparou um peixe grelhado, com uma deliciosa farofa de ovas e pirão de peixe. Mas eu não resisti e pedi as ostras gratinadas do cardápio, R$45 porção com 12. Amo ostras e não poderia deixar de comer em Floripa.

Explorando Florianópolis
Hummm, água na boca de lembrar! Foto: Viagem em Detalhes

O barco de volta sai a cada 30 minutos, mas recomendo perguntar antes pois depois de um certo horário somente a cada 1 hora. O ponto para pegar o barco fica bem ao lado do restaurante. O caminho de volta levou quase 1 hora…e eu não vou poder contar muito como foi, pois tirei uma ótima soneca. Eu e minha dificuldade de dormir…hehe

Nesse dia ainda teria fotografia de pôr do sol na lagoa do Peri, que pelo que a Mari do Blog Finestrino me disse, é linda. Mas já estava tarde e o trânsito na ilha era grande. Como sempre gosto de deixar coisas para conhecer numa próxima visita, nem fiquei tão triste em perder, ainda vou continuar explorando Florianópolis em outras oportunidades. Nesse final de semana aconteceu um evento grande de corrida já bem famoso, a Volta à Ilha, o que deixou Floripa mais cheio que o normal para a época.

Continuando o ritmo forte de nossa expedição, corremos para o Hotel e fomos para um bar delicioso na Lagoa, o Catarina. Tivemos a oportunidade de provar muitas cervejas artesanais. Simplesmente amei o lugar, até cerveja com melancia provamos. E não era ruim não viu, muito refrescante. Lugar muito charmoso, que vai entrar na lista que estou preparando de onde comer em Floripa.

Quarto dia

Triste que o último dia chegou e feliz com a quantidade de coisas que vimos, conhecemos, provamos, sentimos e vivemos. Foram dias de intensidade nível 10.

Ainda tive a oportunidade de fazer um rápido tour pela parte histórica de Florianópolis, mas a atração principal foi o Mercado Público. Lugar lindíssimo, vale a visita. Eu amo mercados e queria trazer na mala aquela variedade de peixes e crustáceos fresquinhos, lindos. Sem falar das ostras. Tudo com um preço super justo comparado com São Paulo. Mas achei que não seria simpático com meus colegas de vôo embarcar com camarões na mala.

Explorando Florianópolis
Mercado Público de Florianópolis. Foto: Viagem em Detalhes

O almoço foi no charmoso Boteco Vai Quem Quer, o atendimento foi o ponto alto! Nos receberam muito bem e claro pude provar mais uma cerveja artesanal, que amo pouco!

Explorando Florianópolis
Um brinde à nossa Expedição e aos Blogs maravilhosos participantes!! Cheers!! Foto: Viagem em Detalhes

E assim chegamos ao fim de nossa Expedição Floripa. Aproveito pra mostrar o kit que ganhamos dos apoiadores da nossa viagem.

Abaixo uma lista dos Blogs companheiros de viagem e super parceiros no final de semana explorando Florianópolis. Cada um com sua particularidade e identidade própria e claro, fotos lindas!!

Fica também meu agradecimento ao convite do Kiko e da Tássia do Blog Com os pés do mundo para fazer parte da Expedição e a todos os parceiros que nos apoiaram.
 
RESERVE SEU HOTEL NO BOOKING.COM

COMPRE SEU CHIP E FIQUE CONECTADO EM SUA VIAGEM

ALUGUEL DE CARRO EM 12X SEM JUROS!

VIAJE TRANQUILO! CONTRATE SEU SEGURO VIAGEM!

COMPRE AQUI SEUS INGRESSOS, EVITE FILAS

VIAJE DE TREM PELA EUROPA, COMPRE AQUI

HOTEIS COM AS MELHORES OFERTAS PARA SUA HOSPEDAGEM

7 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Rê!
    E pensar que quase estive nesta com vocês! 😉
    O roteiro foi intenso e lindo, deu vontade de ir logo conhecer um pouco mais de Floripa.
    As fotos ficaram lindasm, value todo o esforço!
    Bjão

    • Obrigada!!!! Pois é fez falta!!! Foi muito legal, e ainda vai ter mais post sobre a parte de gastronomia que foi demais também!! 🙂
      Beijos!!

Deixe uma resposta

Deixe sue comentário
Preencha seu nome