O Mar Morto é, na verdade, um lago. De água salgada. Leva esse nome porque a concentração de sal é tão alta que nenhum ser vivo consegue sobreviver em suas águas. Nem tente mergulhar. Além de ser rapidamente puxado de volta para a superfície, seus olhos vão arder como nunca antes, mesmo fechados.

Alguns fatores ajudam a explicar o porquê de tanto sal por ali. Localizado entre a Jordânia, Cisjordânia e Israel, o Mar Morto é abastecido pelas águas do rio Jordão, rico em sais minerais. Por estar numa região desértica, de clima extremamente quente e seco, a taxa de evaporação de suas águas é altíssima – maior que a de reposição. Para se ter uma ideia, a salinidade do Mar Morto é cerca de 10 vezes superior à dos oceanos.

Se tanto sal faz arder os olhos e irrita o paladar (tente colocar uma gotinha de água na boca para entender), as águas e a lama do Mar Morto fortalecem a pele, cabelos e unhas. Revigoram a alma. Ficar boiando em suas águas mornas e silenciosas é uma sensação tranquila e energizante. Uma experiência única.

>> 10 dicas para conhecer Petra, uma das novas maravilhas do mundo

DICAS PARA CONHECER O MAR MORTO

Fiz bate-volta para o Mar Morto a partir de Amã, a capital da Jordânia, duas vezes. Abaixo, minhas observações sobre as diferentes possibilidades:

Nadar nas águas do Mar Morto foi uma das sensações mais revigorantes da minha vida! (Foto: Nathalia Tavolieri)
O Mar Morto encontra-se a cerca de 400 metros abaixo do nível do mar. É o ponto mais baixo do planeta.                     (Foto: Nathalia Tavolieri)

Onde passar o dia

Área pública

VANTAGENS: Como as áreas públicas são praticamente vazias, você pode aproveitar o Mar Morto com mais privacidade e tirar fotos das paisagens sem interferência de outras pessoas. Fora que é de graça.

DESVANTAGENS: É verdade que não é preciso pagar para ficar numa área pública, mas dependendo do local vai aparecer gente cobrando o aluguel de uma cadeirinha ou sombra só por você estar ali, como se a área fosse da pessoa. Não sei se vale muito a pena entrar na discussão com alguém que não fala a sua língua, num país de cultura tão diferente. Para uma mulher que viaja sozinha (como foi o meu caso), não é uma alternativa inteligente. 

Outra desvantagem é a falta de infraestrutura. As “praias” do Mar Morto em nada parecem com as que conhecemos no Brasil, com faixas de areias largas e fofas. Nessas áreas públicas, quase não há areia e o chão é coberto de pedrinhas. Também não há ducha de água doce por perto. Se pensar numa praia brasileira, pode parecer frescura, mas após um banho no Mar Morto, você vai perceber que passar uma água doce no corpo é extremamente necessário.

Mais um ponto negativo: Nessas áreas públicas, as mulheres precisam nadar com o corpo coberto (de calça e camisa de manga comprida), mesmo se não forem muçulmanas. Na verdade, nadar de roupa não é ruim. O desconforto aparece ao sair da água (especialmente se não tiver um lugar para se trocar). Mulheres sozinhas devem evitar essas áreas públicas.

Área pública para banhistas no Mar Morto. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Área pública para banhistas no Mar Morto. (Foto: Nathalia Tavolieri)

Amman Beach

VANTAGENS: É o meio termo entre passar o dia numa área pública ou num resort. É uma área da “praia” que conta com espreguiçadeiras, guarda-sol, ducha de água doce, piscinas, vestiário, bar, restaurante e lojinha. É frequentado por turistas, sim, mas a maioria dos visitantes parece ser da Jordânia mesmo. Você vai ver muitas famílias, muita criança, e terá uma experiência semelhante a de muitas famílias jordanianas em dias de descanso.

O principal atrativo de Amman Beach é o preço do ingresso: 20 JOD por pessoa – valor muito inferior ao cobrado pelos resorts.

Amman Beach (Foto: Nathalia Tavolieri)
Amman Beach (Foto: Nathalia Tavolieri)

DESVANTAGENS: Curtir um dia de praia como uma família muçulmana é uma experiência muito diferente. Isso pode ser bom ou ruim. Mulheres: dá para entrar no Mar Morto só de biquini? Dá. Mas mesmo sendo uma área aberta também aos turistas estrangeiros, pode ser que você se sinta muito desconfortável usando biquini. Foi o meu caso. Para evitar olhares curiosos e esquisitos, melhor é nadar de shorts / calça e camiseta. Depois é só se trocar no vestiário. Vi mulheres idosas nadando de maiô, sem problemas, mas as mais jovens estavam de roupa. A mesma regra vale para a área das piscinas.

Percebi que os turistas estrangeiros se concentravam na parte da praia e os locais, na área das piscinas. Uma coisa que me incomodou um pouco, mas é opinião pessoal mesmo: achei a área das piscinas muito barulhenta e lotada. Estava em uma viagem de trabalho, bem estressante e difícil. Precisava descansar. Além da muvuca, não me senti muito à vontade por conta da roupa. Para o tipo de programa que eu estava querendo, não foi a alternativa mais legal.

Praia de Amman Beach. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Praia de Amman Beach. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Turistas em Amman Beach. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Turistas em Amman Beach. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Praia exclusiva para locais ao lado de Amman Beach. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Praia exclusiva para locais ao lado de Amman Beach. (Foto: Nathalia Tavolieri)

Resort

VANTAGENS: Quando viajo sozinha, não gosto de gastar dinheiro com superficialidades. Mas me rendi e passei meu último dia de viagem pela Jordânia num resort. Escolhi o Mövenpick, o mais famosinho da região. E tive um dia maravilhoso – valeu cada JOD!  

Depois de duas semanas trabalhando sob o sol quente de calça e camisa de manga comprida, senti um baita alívio em poder tomar sol de biquini. Precisava estocar sol antes de encarar mais um inverno europeu. Como as áreas de lazer do resort são muito grandes, os visitantes ficam espalhados entre os diferentes andares, evitando a sensação de lugar abarrotado de gente. Em algumas piscinas toca-se música alta, de balada. Outras áreas são mais tranquilas, para quem quiser apenas relaxar.  Os funcionários são muito simpáticos. Os vestiários têm água quente e são limpos. Apesar de cara, a comida é muito gostosa. Enfim, tive um dia inesquecível no Mövenpick

Beira do Mar Morto no resort Mövenpick (Foto: Nathalia Tavolieri)
A orientação é não ficar mais que 20 minutos na água. Só que fiquei mais de 1h! (Foto: Nathalia Tavolieri)
Almocinho na areia. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Almocinho na areia. (Foto: Nathalia Tavolieri)

DESVANTAGENS: O preço é bem mais alto que o cobrado em Amman Beach. O passe para passar um dia no Mövenpick custa 55 JOD (inclui 15 JOD em alimentação).  Outro aspecto não muito legal para quem gosta de lugares alternativos e mais “reais”, é que ele é repleto de turistas.

Dia maravilhoso no resort Mövenpick. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Dia maravilhoso no resort Mövenpick. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Na beira do mar, há um pote com lama do Mar Morto para se lambuzar dos pés à cabeça. Deixe "secar" por 20 minutos e depois é só lavar o corpo no mar. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Na beira do mar, há um pote com lama do Mar Morto para se lambuzar dos pés à cabeça. Deixe “secar” por 20 minutos e depois é só lavar o corpo no mar. Ah, evite biquini branco! (Foto: Nathalia Tavolieri)

Como chegar

Transporte público

Van da JETT que faz o trajeto Amã - Mar Morto todos os dias. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Van da JETT que faz o trajeto Amã – Mar Morto diariamente. (Foto: Nathalia Tavolieri)

VANTAGENS: Preço honesto: 10 JOD ida e volta. O trajeto tem a mesma duração de um taxi ou carro particular, de cerca de 1 hora. Sai todos os dias pela manhã. Há duas opções: van (foto acima), mais barata, e ônibus. Pergunte na bilheteria a diferença de itinerário e de preço. Ouvi dizer que o ônibus vai parando em frente aos principais resorts. Vale perguntar na hora de comprar o bilhete e também ao motorista, se ele pode te deixar perto de onde quiser ficar. Não se esqueça de combinar como fazer na volta. No site você confere os horários e preços atualizados.

DESVANTAGENS: Apesar de ser barata, é uma alternativa um pouquinho mais trabalhosa, porque você tem que chegar até a estação da JETT. Além disso, dependendo do veículo, ele não vai te deixar na frente do resort que você quer.  A van que me levou ao Mar Morto parou em frente à Amman Beach. De lá, fui andando pelo acostamento da estrada até o resort. Foram uns 2km. Se você também for mulher e também estiver sozinha, vá de calça e leve uma echarpe para cobrir os braços e colo durante o caminho. De forma geral, achei bastante seguro.

Caminhei 2 km pelo acostamento da estrada entre Amman Beach e o Mövenpick. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Caminhei 2 km pelo acostamento da estrada entre Amman Beach e o Mövenpick olhando ESTA paisagem (Foto: Nathalia Tavolieri)

Táxi / motorista particular

VANTAGENS: Ele te busca na porta do hostel / hotel e te leva exatamente onde você quiser no Mar Morto. Inclusive, se quiser parar em lugares aleatórios no meio da estrada para tirar fotos. Pode valer a pena para grupos de amigos e famílias.

DESVANTAGENS:  Preço alto. Um taxi normal vai te cobrar uns 40 JOD (ida e volta). Motorista particular, por volta de uns 60 JOD.

Vista (sem filtros) da estrada que contorna o Mar Morto. (Foto: Nathalia Tavolieri)
Vista (sem filtros) da estrada que contorna o Mar Morto. (Foto: Nathalia Tavolieri)

PARCEIROS




Generic 728x90
Booking.com

19 COMENTÁRIOS

    • Aproveitei muuuuito! É fácil tirar a lama do corpo no mar, mas a do cabelo só com muito shampoo. Depois de um tempo, fica duro! hahah Mas vale a pena!

    • Camila, que bom que as dicas foram úteis! Eu fiz bate-volta a partir da capital Amã, onde estava hospedada. Os hotéis são caros, mas se orçamento não for problema para você, fique pelo menos dois dias. É lindo!
      Bjs

    • Oi, Angela! Dizem que a lama faz muito bem pro cabelo, mas não sei o que aconteceria com o seu! A dica é tirar a lama na ducha de água doce, porque a água do Mar Morto é MUITO salgada, vai ressecar absurdos. Bjs e depois conte como foi lá!

    • Camila, eu gosto muito de conhecer lugares novos mas o Mar Morto é um dos poucos lugares que eu repetiria sem pensar duas vezes. A sensação de boiar lá é muito gostosa e bem diferente do que boiar na água “normal”. Se o Mar Morto estiver calminho, dá até para tirar um cochilo.Bjs

Deixe uma resposta

Deixe sue comentário
Preencha seu nome