Um estacionamento de pedras escondido do centro de Amã, a capital da Jordânia, passou a destoar do cenário monocromático comum, predominado pelo mar de casas e edifícios amarronzados. Um paredão de 12 metros de altura foi invadido pela arte de rua, uma explosão de tons vivos de amarelo, azul, verde, rosa e vermelho – pincelados do alto de um guindaste pela jovem artista brasileira Tarsila Schubert.

Tarsila começou a pintar aos 12 anos de idade. Inicialmente, as pinturas concentravam-se em ambientes fechados, como estúdios e ateliês. Até então, as tintas e pincéis coloriam apenas suas horas livres. Durante o período em que cursava Odontologia, Tarsila percebeu que a arte não poderia mais seguir como mero passatempo. Decidiu largar a faculdade e dedicar-se exclusivamente à pintura. Hoje, aos 29 anos, inspirada pela dinâmica intensa e ativa das ruas, trocou as telas por muros de grandes metrópoles e passou a concentrar-se na arte de rua, ou street art. “Gosto da ideia de transformar e revitalizar espaços públicos por meio da intervenção artística. Levar cores novas e mensagens de impacto com a minha arte”, diz Tarsila.

Tonalidades vibrantes e pinceladas livres, contornadas em preto, estão entre seus traços mais marcantes. Tarsila, que vive hoje nos Emirados Árabes, assinou nos últimos cinco anos pinturas em ruas de cidades como Dubai, Barcelona, Beirute, Londres e Abu Dhabi. Em seu primeiro paredão em Amã, pintou o retrato de uma mulher muçulmana, em homenagem àquelas que aderem ao uso do véu. “Criei um véu muito colorido e alegre, para desmistificar a ideia de que ele apenas reprime e inferioriza as mulheres”, diz ela, que levou apenas três dias para concluir a pintura. “O véu é colorido e representa luz, fé e liberdade de expressão. Quero que as pessoas tenham mais respeito à crença das outras. Há muito preconceito contra o véu e as tradições da religião muçulmana. A arte tem o poder de levar as pessoas a uma maior reflexão.”

arte de rua

A inauguração

A inauguração do paredão de arte na rua em Amã foi prestigiada pelas meninas da Seleção Brasileira de futebol feminino sub-17. Elas estiveram na capital jordaniana para participar da Copa do Mundo da categoria – a primeira realizada pela Fifa no Oriente Médio. O paredão colorido foi idealizado pela Embaixada do Brasil em Amã em parceria com o Open Air Museum. “Nosso objetivo não é apenas embelezar cantos esquecidos da cidade, mas promover uma maior difusão de valores de tolerância e empoderamento por meio da arte de rua”, diz a embaixatriz brasileira e artista plástica Ivana Panizzi. “No que depender de nós, este paredão é apenas o primeiro.”

arte de rua
(Foto: Nathalia Tavolieri)
arte de rua
As meninas da Seleção Brasileira de futebol sub-17 conferiram a pintura de Tarsila. Elas estiveram na Jordânia para participar da Copa do Mundo de futebol feminino – a primeira realizada no Oriente Médio. (Foto: Nathalia Tavolieri)
arte de rua
A equipe da Seleção e representantes da Embaixada do Brasil prestigiaram a pintura de Tarsila. (Foto: Nathalia Tavolieri)
arte de rua
Arte na Rua em Amã. (Foto: Nathalia Tavolieri)
arte de rua
(Foto: Nathalia Tavolieri)

arte de rua

RESERVE SEU HOTEL NO BOOKING.COM

COMPRE SEU CHIP E FIQUE CONECTADO EM SUA VIAGEM

ALUGUEL DE CARRO EM 12X SEM JUROS!

VIAJE TRANQUILO! CONTRATE SEU SEGURO VIAGEM!

COMPRE AQUI SEUS INGRESSOS, EVITE FILAS

VIAJE DE TREM PELA EUROPA, COMPRE AQUI

HOTEIS COM AS MELHORES OFERTAS PARA SUA HOSPEDAGEM

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Deixe sue comentário
Preencha seu nome