Durante sua estada em Lisboa, não deixe de fazer estes passeios gastronômicos em Almada. Eu fui diversas vezes a estes lugares e quero voltar ainda muitas vezes mais.

Além de pitorescos, o passeio é agradável, passa-se pela Foz do Rio Tejo no encontro de águas com o oceano Atlântico. E encontra-se restaurantes com uma gastronomia típica maravilhosos. Alguns com preços um pouco salgados, mas que valem a pena.

Cais Sodré. Foto: Luiza Canto

Para chegar ao outro lado, pega-se o barco que parte do Cais do Sodré em Lisboa. O bilhete custa $2,50 euros e demora-se 15 a 20 minutos dependendo do seu destino, que são vários: Cacilhas, Trafaria/Porto Brandão, Seixal, Alcochete e o município de Montijo. Os barcos começam a sair de Lisboa as 5hs da manhã e o último sai a 1hs da madrugada. É bom ficar esperto para não perder este último.

Cada lugarejo é único e vou contar um pouco de cada um:

Montijo

Montijo tem praias de rio bem gostosas, com águas mornas e bem cheias no verão. As praias são bem perto do centro e os moradores costumam frequentar o verão inteiro. A cidade é pequena com 35.000 habitantes e pertence ao Distrito de Setúbal. Cidade conhecida pelas touradas, boa comida e as festas de São Pedro a 29/06. Com vários restaurantes destaca-se a Taberna do Ilhéu e o Restaurante Girassol, ambos com amplo cardápio e em especial o secreto de porco preto.

Cacilhas

Cacilhas é um lugar inesquecível. Faz-se a travessia do rio Tejo de barco e anda-se por uns 10 minutos pela rua do Ginjal. Na altura do n° 69, encontra-se o Atira-te ao Rio e em seguida o Restaurante Ponto Final. Ali acaba a terra e só vemos água adiante. Ambos com uma comida maravilhosa, eu indico o Bacalhau da casa no Ponto Final e o Linguine Nero com molho de camarão no Atira-te ao Rio.

Mas o melhor desses dois lugares é o pôr-do-sol, no verão. Toma-se aperitivos e petiscos em mesas á beira do rio. O ideal é chegar por volta de 19hs quando o sol ainda está no pico. Eu fotografei a sequência inteira dele abaixando em direção a Ponte 25 de abril. É um espetáculo a parte. A noite a ponte toda iluminada deixa a qualquer um extasiado, principalmente se tiver uma lua cheia. Imperdível!

Pôr do Sol na ponte 25 de abril. Foto: Luiza Canto

Seixal

Seixal já é um passeio mais gostoso durante o dia. Há no verão o Encontro de embarcações típicas na Baía de Seixal, como canoas e catraios e os restaurantes rodeiam o rio. Um deles chamado, O Bispo, fica na praça da República, tem uma gastronomia portuguesa tradicional. Muitas garrafas de vinho e azeites enfeitam o local, além de violões e chapéus. O bacalhau assado em postas com batatas ao murro é sensacional! Após o almoço há diversas pastelarias com sorvetes e doces tradicionais maravilhosos.

Alcochete

Alcochete é uma vila do distrito de Setúbal, com mais ou menos 11.000 habitantes. Tem tido um crescimento urbanístico acentuado, graças á proximidade de Lisboa. É sede da reserva Natural do Estuário do Tejo. Possui numerosas salinas, principal fonte de renda da cidade e as quais atraem diversas aves aquáticas.

Tem praias de rio e muitos restaurantes ao longo da orla. Um deles, o Radical, situado na rua da Liberdade, 8, onde eu comi o melhor polvo a lagareiro de Portugal. Também tem um pôr-do-sol que tinge as águas do rio dando um show!!

Trafaria e Porto Brandão

Trafaria é exatamente o local onde as águas do Rio Tejo se juntam ao oceano Atlântico. Pertence ao concelho de Almada e agora agregada á freguesia da Caparica para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias da Caparica. Com casas de madeira e 7.000 habitantes. Tem vários restaurantes, um dos mais famosos é o Ideal que serve suas sardinhas assadas com pimentões e batatas, prato preferido dos portugueses.

Porto Brandão é uma localidade da freguesia de Caparica. Banhada pelo Tejo é servida por carreiras de cacilheiros que partindo de Trafaria fazem uma curta paragem para transporte de pessoas e mercadorias para Belém, em Lisboa.

A especialidade local é a carvoada, modo de grelhar carnes e outros alimentos no carvão servida por diversos restaurantes. A diferença do churrasco é que são feitas na mesa pelos clientes.

Depois desse post com tantas delícias. O que eu posso dizer é que esses passeios são imperdíveis e são muito fáceis de fazer a partir de Lisboa, reserve um tempo para esses passeios gastronômicos em Almada em seu roteiro.

Veja o mapa para ter uma ideia da localização:

RESERVE SEU HOTEL NO BOOKING.COM

COMPRE SEU CHIP E FIQUE CONECTADO EM SUA VIAGEM

ALUGUEL DE CARRO EM 12X SEM JUROS!

VIAJE TRANQUILO! CONTRATE SEU SEGURO VIAGEM!

COMPRE AQUI SEUS INGRESSOS, EVITE FILAS

VIAJE DE TREM PELA EUROPA, COMPRE AQUI

HOTEIS COM AS MELHORES OFERTAS PARA SUA HOSPEDAGEM

COMPARTILHAR
Post anterior10 melhores hotéis para ir com crianças, perto de São Paulo
Próximo postFestival Gastronômico em Carmelo no Uruguai
Sou pedagoga, jornalista e nos últimos tempos chef de cozinha. Sou mãe de três filhas e avó de seis netos por quem sou apaixonada. Durante 20 anos trabalhei como jornalista e com a chegada da crise resolvi inovar e parti para a cozinha. Amo viajar e acabei indo morar em Portugal, trabalhei durante dois anos como chef em um restaurante de Lisboa. Voltei como portuguesa e com todas as viagens na mente. Escrever sobre elas é como voltar ao lugar duas vezes. Hoje, além da cozinha, tenho uma agência de eventos onde lido só com gastronomia de rua.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Deixe sue comentário
Preencha seu nome